20 de julho de 2016
  
Programar de forma modular é o ato de dividir um código extenso em partes menores durante a sua construção ou refatoração.

Segundo Schach (2009), os primeiros a tentarem descrever um módulo foram Stevens, Myers e Constantine (1974). De acordo com essa primeira descrição, um módulo é um agrupamento de uma ou mais linhas de código. Esse agrupamento possui um nome e pode ser compilado separadamente.

Quando possuímos um software com muitas linhas de código, agrupar todas essas linhas em poucos módulos torna difícil a tarefa de realizar sua manutenção. É interessante que durante a construção ou refatoração do código, ele seja estruturado em vários módulos, cada um com objetivos específicos, facilitando seu entendimento e a sua manutenção.

Na linguagem Java e em outras linguagens orientadas por objetos, o menor módulo possível é representado por uma classe, pois, essa é a menor parte compilável separadamente de um aplicativo construído nesse tipo de linguagem. Uma classe nada mais é que um arquivo do aplicativo que contém atributos e métodos que definem um objeto. Podemos construir, por exemplo, uma classe Pessoa que contenha atributos como nome, cpf e dataNascimento. A classe Pessoa é um módulo de Java.

import sun.util.calendar.BaseCalendar.Date;

public class Pessoa {
   
    private String nome;
    private String cpf;
    private Date dataNascimento;
   
    public Pessoa(String nome, String cpf,
Date dataNascimento){
       
        this.nome = nome;
        this.cpf = cpf;
        this.dataNascimento = dataNascimento;
    }
}



Em outros casos, um módulo pode ser mais que uma simples classe. Conheça os 4 principais tipos de módulos em Java de acordo com Bigonha (2015):

  • Tipos-Abstratos-de-Dados (TAD): Arquivo contendo uma ou mais classes que implementam o TAD. Nesse tipo de implementação é criado um contrato de implementação e todas as classes que implementam aquele tipo devem agir de acordo com o contrato.

  • Módulo de Rotinas-Relacionadas (RR): Nesse tipo de módulo não existem atributos, ele possui um conjunto de rotinas relacionadas que operam somente em seus parâmetros.

  • Módulo de Declarações-de-Dados (DD): Arquivo contendo somente declaração de dados (atributos).

  • Módulo de Agrupamento-Geral (AG): Arquivo com diversas declarações de dados e métodos sem qualquer relação entre os mesmos.

Referências:


Bigonha, R.S.; Bigonha, M. Programação Modular. Notas de Aula – DCC UFMG. Belo Horizonte: 2015.

Schach, S.R. Engenharia de Software: Os Paradigmas Clássico e Orientado a Objetos. 7. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2009.

Stevens, W.; Myers, G.; Constantine, L. Structured Design. IBM Systems Journal, 13 (2), 115-139, 1974.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários:

Perfil

Formada em Sistemas de Informação e pós-graduada em Engenharia de Software.

Facebook

Views